Portuguese Portuguese

Notícias

Dia de Práticas Técnico-Profissionais e Estágio

 
Tiveram lugar, no dia 03 de Junho do ano em curso, pelas 8h, na UniRovuma – Extensão de Niassa, Campus universitário de Nángala, actividades comemorativas alusivas ao Dia de Práticas Técnico-Profissionais e Estágio, com o lema: “Práticas Profissionalizantes Híbridas, Desafiando as Adversidades do Momento”.
 
Na cerimónia de abertura foram apresentadas duas palestras, designadamente: “As Práticas Pedagógicas e Técnico-Profissionalizantes: a sua Relação com o Mercado de Emprego”, pelo Mestre Óscar Daniel; e “As Actividades Desenvolvidas pela Empresa Cindimba - Empresa de Processamento de Leite e seus Derivados”, pelo empresário Yan Van.
 
As actividades do Dia de Práticas Técnico-Profissionais e Estágio foram também marcadas pela realização de exposição de experiências laboratoriais, materiais didácticos produzidos pelos estudantes dos diversos cursos, gastronomia e feira de saúde, com enfoque para a doação de sangue, controle da tensão arterial, índice de massa corporal, saúde reprodutiva e planeamento familiar.

UniRovuma retoma práticas nas instituições parceiras

A Universidade Rovuma (UniRovuma) vai retomar a realizar práticas pedagógicas e técnico profissionalizantes em instituições parceiras, devido aos aparentes sinais de abrandamento das infecções pela pandemia de COVID–19 no mundo, em geral, e em Moçambique, em particular.
 
O facto foi anunciado nesta Sexta-feira pelo director Académico da UniRovuma, Prof. Doutor Adelino Inácio Assane, falando na abertura das actividades alusivas ao Dia das Práticas Técnico-Profissionais e Estágio, que decorrem em todas unidades orgânicas desta instituição.
 
Esta prática em instituições parceiras tinha sido abandonada em razão da pandemia, em princípios do ano de 2020, o que provocou, ao mesmo tempo, a introdução de novas modalidades de ensino, presencial e online.
 
No âmbito dessa retoma das práticas, a UniRovuma está a encetar esforços junto dos seus parceiros para que estes recebam os estudantes finalistas e envolvidos nessas actividades, as quais fazem parte do plano curricular de todos os cursos ministrados nesta Universidade.
 
As Práticas Técnicas Profissionalizantes e Estágio decorreram sob o lema "UniRovuma: Por Práticas Profissionalizantes Híbridas, Desafiando as Adversidades de Momento", passam a realizar-se na última Sexta do mês de Maio, servindo como momento de reflexão em torno do novo perfil de cursos maioritariamente técnicos que Universidade adoptou.
 
Explicando a adopção deste perfil, o Prof. Adelino Assane explicou que tal resultou de uma minuciosa reflexão que a Universidade fez depois da sua criação há três anos, embora não abandone o anterior, que é o da formação de professores para a educação.
 
"Os cursos profissionais e/ou profissionalizantes ganharam um maior respeito e atenção da nossa parte como instituição de ensino superior", esclareceu o director Académico, acrescentando que "os mesmos devem reflectir a formação onde os nossos técnicos possam trabalhar".
 
Na cerimónia, foram apresentados dois temas, designadamente, "A Participação do Estudantes nas Práticas e no Estágio Profissionais", pelo Prof. Doutor Arlindo Cornélio Nthunduatha, e "TIC’s e Práticas Pedagógicas: Desafios para o Estudante Universitário", pelo Mestre Adelino de Lima, os dois docentes da Universidade Rovuma.
 
As actividades do Dia das Práticas Profissionalizantes e Estágio abarcaram, ainda, a realização de feiras de gastronomia, do livro, da saúde, do desporto e outras afins, destinadas a colorir a festa dos docentes e discentes da UniRovuma.

REITOR DA UNIROVUMA EMPOSSA NOVOS QUADROS DIRIGENTES

Novos quadros dirigentes da Universidade Rovuma – Extensão do Niassa tomaram posse, na última Quinta-feira, no Campus Universitário de Nángala, em Lichinga, numa cerimónia solene dirigida pelo Magnífico reitor desta instituição, Prof. Doutor Mário Jorge Brito dos Santos.
 
No total são 15 quadros empossados, entre docentes e funcionários do CTA, os quais vão ocupar cargos de chefia de departamentos centrais e repartições, quer académicos como administrativos, recentemente nomeados e que vão preencher as lacunas anteriormente existentes.
 
Dirigindo aos empossados, o Prof. Brito dos Santos enquadrou o momento como simbólico e significativo, visando reforçar a máquina de direcção da Extensão, numa altura em que se recomenda uma maior união e coordenação entre os diferentes sectores institucionais.
 
Ele exortou a estes para que empreendam esforços e sacrifícios e saibam estar como dirigentes, bons quadros e demonstrem humanismo no cumprimento das suas tarefas, quer dentro da instituição como fora dela, por forma a expandir a boa imagem da UniRovuma.
 
O Prof. Brito dos Santos traçou o percurso da UniRovuma pouco depois da sua criação, explicando que “o governo criou novas universidades, mas não aumentou recursos financeiros e patrimoniais que lhes ajudem a crescer sem maiores constrangimentos”.
 
Para Brito dos Santos, mesmo submersas nessas dificuldades, o trabalho que se faz, particularmente na UniRovuma, é notório e o mesmo lança desafios e um grande compromisso para a busca de recursos para o seu próprio crescimento.
 
“Temos que criar condições para nos reinventarmos de forma a que continuemos a erguer a nossa universidade para responder as aspirações dos nossos estudantes e as comunidades, que são a razão da nossa existência”, sublinhou dos Santos.
 
Por outro lado, o reitor da UniRovuma apelou aos novos dirigentes para que pautem pelo estrito cumprimento da legislação existente, cultivem o espírito de colaboração e prestem informações correctas a todos os níveis, para evitar intrigas e especulações.
 
“Prestar falsas informações pode ser uma perigosa bomba no percurso do vosso desempenho; procurem prestar informações honestas, evitem subornos e a corrupção, sejam atentos e tenham cuidado para não mancharem a vossa linda carreira”, acrescentou.

VICE REITORA DA UNIROVUMA APELA PARA A INOVAÇÃO NO ENSINO

A Vice-reitora da Universidade Rovuma, Prof. Catedrática Sarifa Fagilde, apelou para que os professores devem ter a capacidade de inovar perante as adversidades de vária ordem e darem o máximo de si para a melhoria da qualidade de ensino e aprendizagem no geral, e na sua instituição, em particular.
 
A Prof. Fagilde falava nesta Quinta-feira, na abertura do 1º. Seminário da Faculdade de Ciências Naturais, Matemática e Estatística (FCNME), a decorrer no Centro Cultural da UniRovuma, em Nampula, reunindo docentes do ramo desta instituição de ensino superior.
A Vice-reitora acrescentou que se se olhar para as consequências nefastas provocadas pela Covid-19, a qual causou uma transformação radical na educação, notar-se-á que emergiram novos tempos com a suspensão das aulas presenciais, a migração para as aulas online e a adaptação para o ensino à distância.
 
“Neste cenário, tivemos que nos adequar a uma nova forma de aprendizagem, a aprendizagem à distância; foi um grande desafio, tendo em conta que o tempo de preparação para este desafio foi quase inexistente”, explicou a Prof. Fagilde.
 
Para a Vice-reitora da UniRovuma, as barreiras impostas pela Covid-19 devem ser transformadas em desafios e que devem ser superadas por todos os actores do processo, porque “somos capazes de concretizar isso”.
 
Falando sobre o 1º. Seminário da FCNME, cujo término está previsto para Sexta-feira, Sarifa Fagilde disse que o mesmo constitui um momento de reflexão sobre aquilo que a UniRovuma gostaria que esta Faculdade fosse. “Por isso, há necessidade de se discutir e harmonizar, conjuntamente, as actividades académicas e científicas”, precisou.
 
O encontro, segundo a Vice-reitora, abre a possibilidade de se discutirem aspectos relevantes como as práticas de ensino e aprendizagem, a qualidade das infraestruturas, as estratégias e desafios na busca de financiamento, o perfil dos laboratórios para a implementação das actividades de ensino, a publicação de artigos, entre outros pontos relacionados ao funcionamento da Faculdade.
 
“Queremos uniformizar na diversidade, o que significa que a forma de implementação das decisões a serem tomadas não deverá ser um processo acabado e fechado”, frisou, adiantando que “a implementação comungará dos mesmos objectivos, os quais poderão ser implementados de forma diferente, tendo em conta as especificidades de cada local e momento”.
 
Reunindo docentes das Ciências Naturais e Matemática, o seminário decorre sob o lema "Promovendo a Ciência, Tecnologia e Técnica para o Desenvolvimento Sustentável" e, para além de dirigir a cerimónia de abertura, a Vice-reitora foi a principal oradora ao apresentar o tema intitulado "Professor: A Luz para Um Novo Paradigma na Educação Matemática".
 
A Prof. Sarifa Fagilde traça um quadro histórico da educação Matemática em Moçambique desde a independência em 1975, o presente momento e as perspectivas e rumos que esta área de conhecimento deve ter no futuro.

REITOR DA UNIROVUMA ESCALA EXTENSÃO DO NIASSA E CRITICA FALTA DE COMUNICAÇÃO NA INSTITUIÇÃO

O Magnífico reitor da Universidade Rovuma escalou, desde a última Terça-feira, a Extensão do Niassa, no seu roteiro de visitas às unidades orgânicas da instituição, e criticou, de forma vigorosa, a falta de comunicação intrainstitucional, considerando-a “um mal” que atrasa alguns processos e mina o crescimento desta jovem universidade.
 
Falando numa reunião da direcção da UniRovuma – Extensão do Niassa, na última Quarta-feira, o Prof. Doutor Mário Jorge Brito dos Santos constatou que o desenvolvimento institucional está a ser retardado porque a interação entre os vários sectores é fraca ou inexistente, pedindo, de forma insistente, que este cenário seja invertido para o bem da instituição.
 
É nesse contexto que o reitor decidiu visitar as unidades orgânicas da UniRovuma por constatar que, de facto, abriu-se uma brecha comunicacional na instituição, tendo estado na Extensão de Cabo Delgado e no Instituto de Turismo, Transportes e Comunicação, em Nacala-Porto.
 
Aliás, nas anteriores unidades orgânicas visitadas pelo reitor a tónica dos encontros que realizou com as direcções, docentes e funcionários técnico-administrativos foi esta, o que o deixou irritado, pedindo que haja uma maior coordenação.
 
“Estamos a notar haver uma gritante descoordenação entre vocês, entre as direcções centrais e as extensões”, referiu Brito dos Santos. No mesmo tom, ele acrescentou que “alguns até demoram a despachar a documentação e quando se lhes é perguntado dizem que a mesma está na reitoria. Deixem de se esconder atrás da reitoria e trabalhem, trocando informações para resolverem os problemas da instituição”.
 
Por outro lado, a exiguidade de fundos recebidos pela UniRovuma do Orçamento Geral do Estado tem sido o “Calcanhar de Aquiles” para o pleno funcionamento da instituição, e o Prof. Brito dos Santos tem explicado, de forma didática, as causas disso, apontando a Covid-19, o conflito no norte de Cabo Delgado e a conjuntura económico-financeira internacional.
 
“Temos feito um enorme esforço para pormos a nossa universidade em funcionamento, por isso, até hoje não fechamos as portas e reiteramos, seguramente, que a saúde da nossa instituição é boa”, sublinhou o reitor da UniRovuma.
Para além do encontro com a direcção da Extensão do Niassa, o Magnífico reitor reuniu-se com os estudantes e funcionários do Corpo Técnico Administrativo (CTA), esperando-se que hoje (Quinta-feira) seja a vez dos docentes, visite as instalações do Campus Universitário e emposse quadros recém nomeados.

CONTACTE-NOS

Endereço:

Reitoria
Avenida Josina Machel nº 256
Caixa Postal 544
E-mail: secretariageral@unirovuma.ac.mz
Nampula-Moçambique
Campus Universitário de Napipine
Bairro de Napipine – Cidade de Nampula

Extensão do Niassa
Campus Universitário – Bairro de Nangala
Telefax: 27121520
Caixa Postal no. 04
Cidade de Lichinga
E-mail: urniassa@unirovuma.ac.mz

Extensão de Cabo Delgado
Campus Universitário de Ncoripo
Cidade de Montepuez
Caixa Postal no. 04
E-mail: unirovuma-cd@unirovuma.ac.mz
Tel. 20030181- Montepuez