Portuguese Portuguese

Notícias

Um computador por um estudante do ensino superior

A Universidade Rovuma deve ajustar-se às transformações que ocorrem no mundo

O Magnífico reitor da Universidade Rovuma (UniRovuma) reiterou que a instituição que dirige deve enquadrar-se cada vez mais no acompanhamento das transformações que ocorrem não apenas ao nível do processo de ensino e aprendizagem, mas em todas as esferas da vida do País.

O Prof. Doutor Mário Jorge Brito dos Santos falava ontem, na cidade de Lichinga, província do Niassa, no quadro da visita que está a efectuar à Extensão do Niassa, iniciada na última Terça-feira e que se prolonga até hoje, Quinta-feira.

Brito dos Santos acrescentou ser imperioso que a UniRovuma se ajuste aos ventos das mudanças que ocorrem não apenas em Moçambique como também em todo o mundo, por forma a não perder aquilo que chamou de comboio universal.

Para Brito dos Santos, a Universidade está, neste momento, a operar algumas transformações para não ficar ultrapassada em razão dessas transformações associadas àquilo que é a actual realidade do mundo contemporâneo.

Segundo a fonte, há aspectos que, provavelmente, emperram o processo normal de transformações, apontando os problemas financeiros com que a UniRovuma se debate, salientando a redução dos níveis de receitas por ela cobrada e a própria condição caracterizada pelo exíguo orçamento que o Estado moçambicano aloca a esta instituição de ensino superior.

“Temos que aumentar o nível de cobrança de receitas e, para isso, devemos todos nos envolver na cobrança de receitas”, disse o Magnífico reitor, acrescentando, mais adiante, que muitos estudantes estão a desistir por constrangimentos de ordem financeira porque passam inúmeras famílias moçambicanas.

“Reconhecemos que as condições de vida porque passam as famílias, principalmente aquelas de baixa renda, são precárias e isso faz com que muitos estudantes não cheguem ao fim da sua formação na nossa Universidade”, adiantou o reitor.

Por outro lado, o reitor explicou, de forma detalhada, o esforço que está sendo feito para transformar as actuais Extensões da UniRovuma em institutos superiores, adiantando que no ordenamento jurídico nacional atinente ao ensino superior no País não existe a palavra “Extensão”.

“Foi-nos aconselhado mal ao atribuirmos o nome de Extensão às nossas ramificações de Niassa e Cabo Delgado, mas estamos a corrigir esse facto e pensamos que a partir do próximo ano criaremos esses institutos”, precisou Brito dos Santos.

De acordo com a Lei do Ensino Superior, a qual, provavelmente, será aprovada pela Assembleia da República nos próximos dois meses depois de revista, estas unidades orgânicas passarão a designar-se por institutos.

O Conselho Universitário da UniRovuma (COUR) já aprovou a transformação das actuais Extensões em institutos, faltando sua submissão ao governo moçambicano para a sua homologação. 

Entretanto, o reitor da Universidade Rovuma anunciou que num futuro breve, a UniRovuma vai introduzir um curso de Ciências da Religião, e Brito dos Santos deixou claro que “a nossa intenção não é formar pastores, padres, xeiques ou líderes religiosos, mas ensinar a religião de forma científica”.

O Prof. Brito dos Santos traçou no mesmo encontro o actual quadro académico da instituição, indicando que a UniRovuma está a formar muitos docentes seus com o nível até de doutoramento, tendo os números actuais ultrapassado uma centena de professores com este nível e outros em formação, quer dentro como fora do País.

REITOR DA UNIROVUMA APELA À CONJUGAÇÃO DE ESFORÇOS PARA MINIMIZAR OS DESASTRES ALIMENTARES

O Magnífico reitor da Universidade Rovuma (UniRovuma) apelou hoje, na cidade de Nampula, para a conjugação de esforços individuais e colectivos para minimizar o iminente desastre alimentar que está a afectar a região Norte de Moçambique.
 
O Prof. Doutor Mário Jorge Brito dos Santos falava na abertura do I Encontro Regional-Norte de Ciência e Indústrias Agro-alimentares da Universidade Rovuma, o qual decorre, de hoje até Sexta-feira, no Centro Cultural desta instituição de ensino superior.
 
Ele acrescentou que a desnutrição crónica no Norte do País agrava-se ainda mais com o terrorismo que assola a região supramencionada, que obrigou milhares de pessoas a abandonarem os seus habituais locais de produção para viverem com famílias de acolhimento ou em campos de deslocados de guerra.
 
Segundo o reitor da UniRovuma, citando dados do Instituto Nacional de Estatística 2019/2020, 38 por cento das crianças moçambicanas com menos de cinco anos de idade são afectadas por desnutrição crónica.
 
Em termos de dados da região Norte, Brito dos Santos apontou que em Nampula 47 por cento de crianças na faixa etária em alusão sofrem de desnutrição crónica, e Cabo Delgado e Niassa, respectivamente, com as cifras de 45 e 43 pontos percentuais.
 
O Magnífico reitor da UniRovuma vincou que a problemática à volta da insegurança alimentar, bem como da capacidade de produção local, regional e nacional para responder às necessidades de alimentação dos cidadãos tem constituído motivo de preocupação do executivo moçambicano e outros segmentos da sociedade.
 
“Por isso, reconhecemos que vários foram os contributos, os modelos de intervenção e as acções que emergiram ao longo dos anos para reduzir os índices de insegurança alimentar e desnutrição crónica no País, mas mesmo assim este problema ainda prevalece”, sublinhou Brito dos Santos.
 
Por outro lado, dos Santos disse ser preocupação da sua Universidade em encontrar e promover soluções de âmbito alimentar, daí que se tenha criado a Faculdade de Ciências Alimentares e Agrárias (FCAA).
 
É na base desta mesma preocupação que a UniRovuma, através desta Faculdade, se juntou a outros parceiros moçambicanos e alemães para, no âmbito do Projecto FEMOZ, contribuir para o fortalecimento da resiliência dos sistemas alimentares rurais em Moçambique.
 
Foi igualmente por meio desta cooperação que a Universidade Rovuma elaborou o curso de Mestrado em Segurança Alimentar e Nutricional em Contexto de Mudanças Climáticas, o qual será iniciado no próximo ano académico.
 
O encontro reúne investigadores, pesquisadores, docentes, entre outros quadros, tanto nacionais como estrangeiros, para, durante dois dias, discutirem aspectos relacionados com a produção alimentar, agro-negócios e indústrias alimentares, propondo-se a discutir uma variada gama de tópicos ligados à temática.

MAGNÍFICO REITOR DA UNIROVUMA VISITA EXTENSÃO DE NIASSA

O Magnífico reitor da Universidade Rovuma disse ontem, na Cidade de Lichinga, ser intenção da instituição que dirige manter uma Universidade forte e que vai ao encontro dos anseios daquilo que as populações almejam para as suas regiões.

O Prof. Doutor Mário Jorge Brito dos Santos falava num encontro com os docentes, professores e funcionários técnicos administrativos durante a sua visita à Extensão da Universidade Rovuma.

Brito dos Santos explicou aos presentes que o estatuto de Extensão vai ser extinto na Universidade Rovuma e, para isso, vai se fazer a revisão dos estatutos que estejam de acordo com a legislação vigente no País.

Ele acrescentou que todos devem ser envolvidos na discussão de tudo que esteja relacionado com os interesses da UniRovuma. Segundo Brito, há algumas lacunas que impedem a nomeação de outros quadros da instituição, apontando, por exemplo, a indicação dos directores adjuntos das Extensões.

“Vamos trabalhar e peço que todos participem nesta tarefa que vai ajudar a todos nós para o bem da nossa Universidade”, disse Brito dos Santos, acrescentando que “temos que estar na vanguarda de uma Universidade que esteja ajustada aos padrões internacionais".

O Magnífico reitor explicou, por outro lado, falando daquilo que é a vida da Universidade no seu todo, que as receitas estão a baixar, principalmente na Extensão de Niassa que decresceu consideravelmente a sua arrecadação de receitas.

Para Brito dos Santos, é necessário que os docentes e todos funcionários se envolvam na cobrança de receitas. “É necessário que a Extensão se envolva directamente na cobrança de receitas e temos que diversificar a forma de cobrança desses valores”, acrescentou dos Santos.

A UniRovuma vai iniciar com obras de beneficência para os estudantes em todas as suas Extensões e a directora dos Serviços Sociais avançou que há intenções de se contratar uma empresa que faça esses serviços, pois é uma exigência da Comissão Nacional de Avaliação e Qualidade.

“Queremos providenciar os mínimos cuidados de assistência sanitária aos nossos estudantes e isso podemos conseguir implementar a partir do próximo ano”, explicou a directora da Direcção dos Serviços Sociais da UniRovuma, dra. Mónica Calande.

Por outro lado, Brito dos Santos afirmou que é necessário que a Universidade se organize para se avançar na massificação do desporto nas instituições de ensino superior. Segundo o reitor, é preciso relançar o desporto em todas modalidades, incluindo cultura e arte.

Segundo Brito dos Santos, o desporto e a arte fazem parte da vida das universidades existentes em todo o mundo, daí que a Universidade Rovuma não pode ficar alheia a essa movimentação. “Neste momento, estamos em reuniões, ao nível das nossas instituições, para relançar esta prática, constituindo, até, clubes universitários para todas as modalidades possíveis”, acrescentou Brito dos Santos.

O Magnífico reitor visitou ainda ontem o Centro de Pós-graduação e o curral de caprinos existente na Extensão de Niassa. Brito dos Santos visitou Niassa no mês de Maio, depois de ter estado na Extensão de Cabo Delgado e no Instituto de Turismo, Transportes e Comunicações de Nacala.

Projecto de Mobilidade de Estudantes e Funcionários do Ensino Superior (Programa ERASMUS +)

 

 

Caso não dispõe de um plug-in para leitura de PDF, clique aqui para baixar o documento original.

 

 

CONTACTE-NOS

Endereço:

Reitoria
Avenida Josina Machel nº 256
Caixa Postal 544
E-mail: secretariageral@unirovuma.ac.mz
Nampula-Moçambique
Campus Universitário de Napipine
Bairro de Napipine – Cidade de Nampula

Extensão do Niassa
Campus Universitário – Bairro de Nangala
Telefax: 27121520
Caixa Postal no. 04
Cidade de Lichinga
E-mail: urniassa@unirovuma.ac.mz

Extensão de Cabo Delgado
Campus Universitário de Ncoripo
Cidade de Montepuez
Caixa Postal no. 04
E-mail: unirovuma-cd@unirovuma.ac.mz
Tel. 20030181- Montepuez